primícias poéticas: Dezembro 2006

primícias poéticas


sexta-feira, dezembro 29, 2006

contagem regressiva


Oftalmologista – Agora o senhor diga quais as letras que vê ali naquele quadro, mas feche o olho esquerdo, por favor.
Saddam – Tudo bem, doutor, mas por que raios tenho que fazer este exame, se dentro em pouco já vou pras cucuias?
Oftalmologista – Deixa de perguntas, vai por mim, dizem que a queima de fogos é um espetáculo lá no inferno, o senhor não pode perder!

da lapela de octavio roggiero neto às 11:36 PM | 11 poetas-leitores


quarta-feira, dezembro 20, 2006

a espera que virou prelúdio

preteja o céu
de nuvens rechonchudas

da plataforma
só se vê neguinho apressado, esbaforido
mas o trem é uma noiva

toda entretida em sua leitura,
a moça nem dá trela
pras pirraças do vento
que fica tentando folhear as páginas de seu livro

árvores gesticulam estabanadas
dedurando os desígnios de São Pedro

a tarde trinca
enquanto as gotas já começam a cair em cusparadas


................pa
........................................da
es.........................................................................te
.......................................................men
...........................ça


e o trem vem que vem vindo,
mas daí já é outro poema...

da lapela de octavio roggiero neto às 6:20 PM | 14 poetas-leitores


quinta-feira, dezembro 14, 2006

Octávio (caricaturado por Lucas)

caricatura de Octávio
feita por Lucas Nascimento Santos



Eis que hoje chego no serviço e me deparo com esta caricatura minha feita pelo Lucas, voz de trovão, coração do tamanho do mundo. Estava ali afixada na parede em frente à minha mesa. Quando percebi foi aquele sorriso gostoso...
E pensar que são pequenos gestos de puro afeto, assim, que eternizam as pessoas e os dias...
Brigadão, Lucas, preciosidades como você que fazem valer a pena!

da lapela de octavio roggiero neto às 7:14 PM | 10 poetas-leitores