primícias poéticas: Maio 2009

primícias poéticas


domingo, maio 24, 2009

Resenha do livro primícias poéticas, por Débora Fernanda Corrêa


Dados técnicos

Editora: CBJE
ISBN: 8578103866
ISBN-13: 9788578103866
Edição: 1ª EDIÇÃO - 2009
Número de páginas: 76
Formato: BROCHURA
Tamanho: 14.00 x 21.00 cm

Participações especiais

Prefaciadores: Paulo Bomfim e Múcio Góes
Texto de orelha: Álvaro Alves de Faria
Ilustrações: Iara Abreu

Em dias tão velozes, em que a beleza do simples passa sem ser notada, nascem as primícias poéticas de Octávio Roggiero Neto. Em seus escritos de estréia, a elaboração comunga com a simplicidade liberta dos rodeios da ironia maliciosa.

Nos versos entusiasmados, colhidos do olhar devagar sobre as cenas cotidianas, é que encontramos mensagens como a de facilite o amor, exaltando a cortesia, ou a do comovente vida de cachorro, levando-nos ao regresso de sentimentos nobres como os que tínhamos em tempos de infância.

Além de poemas, o livro traz também trovas, algumas das quais já habitadas nas páginas virtuais do blog do autor, o que não substitui, o leitor sabe, o prazer de ter nas mãos o livro de papel fresquinho feito Pão e Poesia (outro projeto do qual o poeta participa).

Simples assim é que deve o leitor achegar-se a essas primícias, desarmado dos sentimentos acelerados que já não contemplam a dignidade oculta nas entrelinhas, não só dos versos, mas do todo-dia. O poeta convida-nos a resistir à dessensibilização de nossos tempos, na estação de trem, no ônibus, na fila do banco, na espera da namorada, bastando para tanto o exercício do olhar.

da lapela de octavio roggiero neto às 11:21 PM | 7 poetas-leitores


quarta-feira, maio 20, 2009

"Aspectos Urbanos de Paris", por Iara Abreu

Obra da artista plástica Iara Abreu

A Prefeitura de Belo Horizonte,
por meio da Secretaria Regional
Centro-Sul, convida para a exposição
da artista plástica Iara Abreu

"Aspectos Urbanos de Paris"
Um olhar de passagem por Paris,
registrado em fotos e desenhos.

Período : 14 a 30 de maio de 2009
Local : Galeria de Arte da Rodoviária de Belo Horizonte


A exposição é um olhar de passagem por Paris, registrado em desenhos e fotos.
Os desenhos foram realizados em vários momentos a partir das fotos,a nanquim e grafite, uma das técnicas que utilizo, fazendo registros, de memória, a partir de fotos e "in loco" de maneira acadêmica ou conceitual, dependendo da cena, da intenção ou do momento a ser realizado. As fotos são registros básicos, espontâneos, feitos a partir de uma máquina fotográfica mecânica, clicando um momento, um olhar surpresa de conhecer, de ver o não visto e compor uma cena.

da lapela de octavio roggiero neto às 9:49 PM | 1 poetas-leitores


quarta-feira, maio 13, 2009

Recital de poemas e lançamento do livro Estação das tormentas


Data: 16/05 – sábado
Local: Av. Paulista, 509 – Cerqueira César
Tel.: 2167-9900
Horário: das 16h às 18h
Livro: Estação das tormentas
Autor: Alfredo Pérez Alencart
Tradutor: Álvaro Alves de Faria
Editora: RG Editores



Sinopse: Este livro do poeta espanhol Alfredo Pérez Alencart traz poemas da condição humana que retratam a vida do homem diante de um mundo feito de tantas brutalidades, onde a poesia tenta sobreviver, com sua palavra em defesa da vida.
.
Sobre o evento: Leitura dos poemas em espanhol por Carmen Barreto e em português pelo tradutor da obra, o poeta Álvaro Alves de Faria.

A seguir, será realizado um recital de poemas, do qual participarão Mariana Ianelli, Eunice Arruda, Zuleika dos Reis, Ronaldo Cagiano, Luiz Roberto Guedes, Rubens Jardim e Álvaro Alves de Faria.

Aqueles que forem ao evento ganharão um exemplar da obra de presente. Será uma tarde de Poesia e vinho.


vide verso:

da lapela de octavio roggiero neto às 1:22 PM | 2 poetas-leitores