primícias poéticas: Novembro 2005

primícias poéticas


segunda-feira, novembro 28, 2005

noite sem palavras

enquanto todos dormiam,
eu sonhava com você.
escrevia seu nome em meus versos
e, no universo que neles construía,
mostrava calado o que o poeta
se esforçava para dizer;
mas não dizia.


- publicado na antologia Poetas e Prosadores do novo milênio. Editora Nativa, 1º edição, São Paulo, Ano 2000, p. 46.

da lapela de octavio roggiero neto às 7:12 PM | 14 poetas-leitores


domingo, novembro 27, 2005

um feriado

manhãzinha gostosa
a preguiça tem cara amassada
e arrasta chinelos pela casa

de quando em quando um passarinho canta:
é um bem-te-vi

nuvens tomam a forma da imaginação
no céu azul azul:
um olhar de poesia

o sol é o mesmo do de domingo
e o amor aproveita para andar
de tandem nos parques

(e lá se vai uma folha
borboleteando coa brisa...)

- mas diga lá...
hoje é dia de que mesmo?

da lapela de octavio roggiero neto às 6:22 PM | 12 poetas-leitores