primícias poéticas: a espera que virou prelúdio

primícias poéticas


quarta-feira, dezembro 20, 2006

a espera que virou prelúdio

preteja o céu
de nuvens rechonchudas

da plataforma
só se vê neguinho apressado, esbaforido
mas o trem é uma noiva

toda entretida em sua leitura,
a moça nem dá trela
pras pirraças do vento
que fica tentando folhear as páginas de seu livro

árvores gesticulam estabanadas
dedurando os desígnios de São Pedro

a tarde trinca
enquanto as gotas já começam a cair em cusparadas


................pa
........................................da
es.........................................................................te
.......................................................men
...........................ça


e o trem vem que vem vindo,
mas daí já é outro poema...

da lapela de octavio roggiero neto às 6:20 PM

14 Comentários
Blogger ALF O Extasiado disse:

Recalcado e bem escrito. Adoro o grande sentimento que vem por "dentro" deles.
Procuro poemas assim.

abraços meu amigo
;)

1:37 AM  
Blogger Juliana Marchioretto disse:

sei bem o que é isso... histórias de trens tenho muitas, pois neles estou todos os dias...

beijos

11:22 AM  
Blogger Luzzsh disse:

....que eu desejo estar por perto, para ter o prazer de ler....
2006 foi bom por muitas coisas, pessoas e acontecimentos....adorei ter esbarrado em vc, Octávio. Te espero, no ano que vem, ok?!

Boas Festas a vc e seus queridos....

Beijos

2:48 PM  
Blogger Múcio Góes disse:

outro momento, prum outro belo poema... que venha o trem...


Querido, quero te desejar um feliz natal, repleto de coisas boas, e que o novo ano seja poético, e produtivo. Luz e Paz para ti, e a todos que tu amas.

[]´s

3:27 PM  
Blogger Fred Neumann disse:

Já estou imaginando o barulho do trem...xic-xac,xic-xac,octáviaaaano.
Próximo trem: por favor, reserve uma vaga no vagão onde é possível leitura, comida, onde é possível, onde é possível, xic-xac, octáviaaaano.

Belas Festas,

Fred

4:03 AM  
Anonymous pedro paulo disse:

, ótima a imagem de o vento em pirraças, folheando livro...
, e o outro poema? "vem que vem vindo"?
|abraços e boas festas|

2:31 PM  
Blogger A czarina das quinquilharias disse:

me deu trabalho esse seu espaçadamente :)

5:08 PM  
Anonymous diovvani disse:

E esse vento danado, querendo folhear as páginas do livro da moça... Só podia se coisa de POETA. Roggiero, foi muito bom ter conhecido você em 2006 e que venha 2007 com muito mais de sua poesia. Boas festas meu camarada!!! MotanhosoAbraçoDasMinas.

5:56 PM  
Anonymous paulo vigu disse:

É ... "o trem vem que vem vindo" (belo isso, hein!) trazendo 2007. Que as coisas da alma estejam presentes aí com você e os seus. Que haja luz em nosso túneis, caso alguém queira chegar. Riodaqui. abraçoaí. paulo vigu

1:01 AM  
Blogger ALF O Extasiado disse:

Tenha um feliz Natal meu amigo.
Felicidades e muita paz.

abraços

4:49 PM  
Anonymous ediney santana disse:

contrução verbal muito inte-ligente e cuidadosa

9:59 PM  
Blogger Leandro Jardim disse:

"vê
vem surgindo detrás das montahas azuis
é o trem"

esfumaçando sílabas
apitando poesia

muito bom, caríssimo!

11:34 AM  
Blogger daniel batista de siqueira disse:

Este comentário foi removido pelo autor.

10:01 PM  
Anonymous Anônimo disse:

"mas o trem é uma noiva"

Não sei o que você quis dizer, mas é belo, pode crer!!


Abração!!

REMO.

7:06 PM  

Postar um comentário

<< Home