primícias poéticas: presença

primícias poéticas


domingo, maio 04, 2008

presença

para visualizar melhor, basta clicar na imagem.

Um dia, há menos de dois anos, estava folheando um dos poucos exemplares que ficou do livro “Canção à Terra Amanhecida”, o primeiro publicado por meu pai, e aconteceu que encontrei uma dedicatória feita por ele pra mim. Ela estava com data exata de um mês e um dia antes de sua morte. Publico-a aqui para registrar este momento tão marcante em minha vida.
Só um detalhe: “Gugu” era um de meus apelidos, quando menino.

Octavio Roggiero Júnior

levo a saudade comigo,
na tristeza e na alegria,
de ti, meu pai, meu amigo,
que o tempo não distancia.

da lapela de octavio roggiero neto às 12:14 AM

2 Comentários
Blogger Dauri Batisti disse:

Lindo este amor carinhoso que recolhe lembranças que tens pelo teu pai.

11:32 AM  
Blogger Ellemos disse:

Emocionante, Octavio!

12:24 AM  

Postar um comentário

<< Home