primícias poéticas: dia dos namorados

primícias poéticas


domingo, maio 28, 2006

dia dos namorados

assim sempre é, invariavelmente,
quer queira quer queira:
afagos no rosto dela
e carinho pra minha algibeira...

da lapela de octavio roggiero neto às 5:41 PM

23 Comentários
Anonymous Lu Rosário disse:

Que bonitinho....e o dia dos namorados está chegando!

9:01 PM  
Blogger Incompreendida... disse:

Oiiii...
Valeu pelo coment...
Pode deixar que estarei aqui sempre...
E vc será muito bem vindo no discutivelpeformace.blogspot.com

Apareça quando quiser...

E em relação aos namorados...
...Pena que nunca tive nenhum pra dizer algo a respeito e interessante...rs

Nunca tive a oportunidade de ganhar presente nesse dia...rs

Beijos!

9:14 PM  
Blogger Keila Sgobi disse:

Nem preciso dizer que gosto demais deste danado, hein?

Meu dia dos vendados é a maior prova!

Beijos...

11:04 PM  
Anonymous pedro pan disse:

, afagos em o rosto da pessoa amada. traz sorrisos. ah! e carinhos na algibeira.

|abraços meus|

11:44 PM  
Blogger Rayanne disse:

Carinhos na algibeira
Tristezas disfarçadas em riso.
"Ó amor deixa em paz os namorados
eles guardam em si coral sem ritmo
os infernos futuros e passados..."


Estrelas.

9:40 AM  
Anonymous Lah disse:

brigada pelo comentário ;D amei seu blog, voltarei sempre aqui!

=***

2:46 PM  
Blogger Nanna disse:

O afeto. Melhor parte da história!

Beijos!

:)

8:03 PM  
Anonymous Lu Rosário disse:

Muito obrigada pelo comentário, irei procurar em seus arquivos o poema Heliodora e o lerei com muito prazer.

4:28 PM  
Blogger débora fernanda corrêa disse:

quer queira quer queira?
depende do que de fato se espera de um relacionamento, não é?
embora, no mais das vezes...

Que os dias sejam enamorados, e que haja dias recônditos, sem datas conhecidas, estipuladas por cada história individual, esta data comemoremos.

8:59 PM  
Anonymous da gaveta disse:

é.
assim sempre é.

11:41 AM  
Anonymous Lu Rosário disse:

Li o poema Heliodora e o achei uma simpatia...fez eu me sentir num povoadozinho e ouvir o barulho da espingarda..rsrsrs.
Obrigada pelo elogio à minha sedutora poesia.Fico muito grata e me sinto bem em saber que o que escrevo é válido e satisfaz a quem ler.
Vc tb é um poeta magnifíco!

10:28 PM  
Blogger Luzzsh disse:

Ai, que doce, querido amigo...

Sobrou algum espaço na sua algibeira pr'um beijo meu?

Beijo....

1:26 PM  
Blogger Remo Saraiva disse:

Curto e singelo... gosto da repetição - é coisa que me apraz sobremaneira.

Abs,
REMO.

1:42 PM  
Blogger Poemas e Cotidiano disse:

Que lindo, Otavio!
O poema, e a foto!
A foto esta realmente uma docura!
Beijos
MARY

9:08 AM  
Blogger diovvani mendonça disse:

Pela comunhão do olhar dos dois na foto - nem preciso dizer qualquer palavra. Eis a mudez que fala!!!
AbraçoDasMinas

3:23 PM  
Blogger diovvani mendonça disse:

Pela comunhão do olhar dos dois na foto - nem preciso dizer qualquer palavra. Eis a mudez que fala!!!
AbraçoDasMinas

3:23 PM  
Blogger Keila Sgobi disse:

Claro que merece, poeta. Claro que merece!

E, mais uma vez, nosso diálogo-poema se repete. Dois anos não mudam o amor-vendável de perspectiva.

Beijos!

E, em breve, mais poemetos!

9:02 PM  
Blogger Antônio Alves disse:

Percebi uma certa libidinosidade na algibeira.

Abraços!

11:53 AM  
Blogger david santos disse:

Olá!
Está boa, Octávio!
Só que alguns não lhe dão afagos. Dão-lhe murros.
Bom fim-de-semana

2:14 PM  
Blogger Larissa Marques disse:

meu caro, vi você em um comentário do blog de Antônio Alves, costumo visitar novos espaços e o seu, por ser poético, muito me agradou, pois a poesia é minha arte e não a domino!
Beijo Grande,
Larissa Marques.

7:20 PM  
Blogger Luzzsh disse:

Oi Octávio,

Seus comentários no Lume, sempre tão queridos...

Obrigada amigo do coração, por cada amor em letra, aqui e acolá...

Beijos...

9:02 PM  
Blogger Tanara disse:

recebê-los são sorrisos!

,adorei a foto

}beijos{

8:57 AM  
Blogger Dauri Batisti disse:

Roggiero, meu irmãozinho,

sempre é bom passar por aqui. Queria muito te agradecer - já era tempo - o e-mail que mandastes indicando aquele caminho para publicar. De fato é um bom caminho. Mas, amigo, não é o passo que penso dar. Eu não me levo muito a sério nisso de fazer poesia. Entendo-me como um não-poeta. Mas guardei a indicação, quem sabe um dia. Muita gente ja me falou para publicar. Mas...
Gostaria muito de te dizer meus pensamentos sobre isto de se entender um não-poeta fazendo pemas todos os dias.

Obrigado, muito obrigado.

8:08 PM  

Postar um comentário

<< Home